LABORATÓRIOS DE INVESTIGAÇÃO 

 

CRISTIAN DUARTE

laboratório

 3, 4 e 5 de agosto, das 10h às 13h 

uma zoom? uma zona? uma jam? uma reunião? uma terapia? uma entrevista? um edital? uma dança? uma coreografia? uma dramaturgia? um vídeo? uma edição? uma peça? um balé? um festival? uma comissão? uma lista de supermercado? uma manifestação? uma cpi? uma greve? uma surra de raiva? neste lab a gente vai borrar tudo o que juntos pudermos ser até a gente se perder de tanto não saber porquê.

 

Cristian Duarte é um artista da dança que está sempre à procura de trabalho. Com mais de 25 anos de atuação, sua formação inclui o Estúdio e Cia Nova Dança em São Paulo entre 1994-2000 e graduação na P.A.R.T.S. (Performing Arts, Research and Training Studios) em Bruxelas em 2000-02. Sua prática artística tem sido marcada pela criação de contextos para experimentação e formação em dança como APT?, DESABA e LOTE/Z0NA. Integra o quadro de professores da P.A.R.T.S. (Bruxelas) desde 2018. Foi professor convidado pela plataforma SICW – Seoul International Choreography Workshop (Seul/2019), DOCH/SKH – Stockholm University of the Arts (Estocolmo/2013/2015). Coreografou para Transitions Dance Company no Laban Center (Londres, 2003/2006/2009/2016) e para o Cullberg Ballet de Estocolmo (2015). Sua produção tem sido reconhecida pelos principais prêmios de dança no Brasil e apresentada internacionalmente.

 

Destinatários:

aberto a todos os interessados que tenham disposição para movimentar ideias a partir do corpo.

Número máximo de participantes: 30

Inscrições por ordem de recepção. Formulário disponível aqui >

Gratuita

 

 

 

ELISABETE FINGER

Introdução às Práticas de Encantamento e Erotismo da Matéria

 6 e 7 de agosto das 10h às 13h 

Uma breve introdução on-line para essa oficina que é pura presença. É um passeio pelo outro lado. O lado das coisas, das matérias. Onde me perco e me encontro também como coisa e matéria. São práticas de encantamento (essa estranha combinação entre deleite e perturbação) e erotismo da matéria e dramaturgias construídas a partir delas.

Compartilho aqui um pouco de um repertório pessoal de exercícios e experiências e introduzo alguns princípios coreográficos e estratégias de ação em torno do que tenho chamado de corpo-matéria. Um corpo que é a sua própria materialidade: carne, ossos, líquidos, pele, pelos. Um corpo que tem propriedades de matéria (peso, volume, textura, cheiro, temperatura, cor) e que encontra sua presença no mundo através do encontro (ou do choque) com outras matérias.

E a aventura de viver esse corpo num mundo material onde as coisas possuem a estranha habilidade de exceder seu status de objeto.

Elisabete Finger - Coreógrafa e performer, fez parte da Formação Essais, no Centre National de Danse Contemporaine d'Angers (França), e do Programa SODA – Solo/Dance/Authorship, mestrado em dança pela HZT/UdK (Berlim – Alemanha). Vem desenvolvendo pesquisas que perseguem uma 'lógica de sensações' e experimentam um 'encantamento da matéria'. Tem apresentado seu trabalho em diferentes contextos (dança, performance, artes visuais), com apoio de instituições brasileiras e internacionais como: Itaú Cultural, Festival Panorama, FUNARTE, Ministério da Cultura, Sesc, Instituto Francês, Instituto Goethe, PACT Zollverein, Fabrik Potsdam, Uferstudios, UdK/HZT (DE), Weld, Iaspis, Moderna Museet (SE), entre outras. É professora de Kundalini Yoga certificada pelo KRI (The Kundalini Research Institute). É artista associada à HZT/UdK – Berlim. Atualmente vive em Berlim.

 

Destinatários:

interessados em práticas e processos de criação artística.

Número máximo de participantes: 25

Inscrições por ordem de recepção. Formulário disponível aqui >

Gratuita

 

 

HELENA KATZ

Corpo e telas: o que fazer com o que a gente (não) sabe (?)

 11 e 12 de agosto, das 14h30 às 16h30 

Costumamos associar a internet com facilidade e rapidez na comunicação, mas nela existe muita coisa 'escondida', que precisa ser trazida para a visibilidade. Vamos colaborar?

Helena Katz, professora na PUC-SP, vem investigando a relação corpo e telas, atenta para a desigualdade e o preconceito que a tecnologia naturaliza na sociedade. Trabalhou como crítica de dança por 40 anos e, no momento, tenta desenvolver uma “metodologia de embolamento”.

 

Destinatários: aberto a todos os interessados.

Inscrições: Formulário disponível aqui >

Gratuita

 

 

LEANDRO SOUZA

Dramaturgia Emaranhada

 13, 14 e 15 de agosto das 15h às 18h 

Vamos vasculhar os territórios, os contextos nos e pelos quais forjamos gestos, corporalidades e movimentos. Daremos vazão às tensões e ruídos. Daremos ressonância aos atravessamentos. Deixar surgir, deixar atravessar, deixar se transformar, deixar partir.  Localizaremos o epicentro do movimento e determinaremos a magnitude das ondas vibracionais, medindo intensidades e transitando pelos fluxos de energia liberada. Observaremos com atenção os refrões que movem a vida em redor, coreografando pessoas, relações, lugares, objetos e acontecimentos. Exploraremos vibrações, oscilações, sensações de vertigem e fluxos de energia. Vocalizaremos afirmações, vamos elasticizar as palavras, distorcer o som. Passearemos por diferentes paisagens do saber, privilegiando o estudo, exercitando diálogos por meio de muitas perguntas. Vamos emaranhar a dramaturgia, em explorações que transitam entre o sutil e o explícito.

 

Leandro Souza é artista da dança, Mestre em Artes da Cena e Bacharel em Dança pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Integrou a programação da exposição Histórias da Dança do MASP em 2020, com a peça “Eles Fazem Dança Contemporânea”. Apresentou o solo “Sismos e Volts” no FCD 2018, na Bienal Sesc de Dança 2019 e na Mostra Dança Menor do Centro Cultural São Paulo (CCSP). Realizou residência artística no EINCE, México. Fez parte da equipe curatorial do Festival Cultura Inglesa em 2018 e 2019. Participou do programa DUPLOS e da perfomance “Das Tarefas de Artista (1)”. “Sismos e Volts” foi premiado com o APCA, em 2018. Concluiu o programa SMASH Berlin - Intensive Training in Experimental Physical Performance. Atualmente desenvolve o projeto “A Gente é Sutil, Vocês são Explícitos”, contemplado pelo Edital do Fomento à Dança para a Cidade de São Paulo, realizado em parceria com diferentes artistas.

 

Destinatários:

estudantes das artes do corpo, dança, teatro, performance, circo e pessoas interessadas que já tiveram experiências em práticas e processos de criação artística.

Número máximo de participantes: 25

Inscrições por ordem de recepção. Formulário disponível aqui >

Gratuita